Contactos | Mapa do Site | Pesquisa | Newsletter | English Version
img Início img
Estudo OberCom

capa_estudo

Neste número destacamos o relatório «Os Media e as dinâmicas geracionais na sociedade Portuguesa». Um trabalho pioneiro, entre a investigação realizada no contexto do OberCom, que resulta da análise dos impactos das variáveis geracionais nas práticas mediáticas dos portugueses.

Numa primeira parte, recorrendo a dados do inquérito Sociedade em Rede, nas suas edições de 2004 e 2013, procurou-se aferir padrões de utilização de media em função de traços geracionais partindo do pressuposto de que o principal eixo diferenciados das práticas não é a sua ruptura, mas sim a mudança como interruptor fundamental da continuidade.

É de salientar que, nos 10 anos que separam as edições de 2004 e 2013 do inquérito Sociedade em Rede, o instrumento de recolha sofreu alterações muito significativas, com a exclusão e inclusão de questões. Nesses casos, a análise é feita em função das perguntas mais semelhantes e/ou equivalentes. 

A segunda parte é dedica à análise das dinâmicas geracionais em 2014, recorrendo a dados do Inquérito ao Consumo de Notícias, promovido pela ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social, como complemento aos dados explorados na primeira parte do relatório.

Este relatório foi produzido no quadro do protocolo CIES-IUL/OberCom de colaboração na investigação e divulgação do conhecimento na área dos estudos da comunicação em Portugal.

 

Destaques

Big Data for Media

Dois anos, foi o tempo que Martha Stone e o Reuters Institute levaram a preparar o estudo «Big Data for Media», que tem como objetivo identificar as oportunidades que as estratégias de Big Data trazem às empresas de media, ao mesmo tempo que recolheu as melhores práticas na área do Big Data nestas empresas.

O impacto do Big Data em quase todas as indústrias tem vindo a crescer nos últimos anos, e a área dos media não foge a esta tendência. As estratégias de Big Data podem incluir: a análise das audiências, para melhor compreender e chegar aos clientes; ferramentas para compreender bases de dados públicas e privadas para utilização como matéria jornalística, para gerir e pesquisar a quantidade crescente de vídeo, redes sociais e outros conteúdos disponíveis, destinadas a campanhas publicitárias, para automatizar a produção de histórias em vídeo e texto, e que identifiquem desperdícios e potenciem eficiências, e muito mais.

«Em 2012, quando a pesquisa foi desenhada e iniciada, a palavra de ordem "Big Data" foi reconhecida como uma tendência na indústria dos media, mas entre os executivos dos media poucos souberam definir o que era Big Data e muito menos sabiam o que poderia significar para as suas empresas. Em 2014, à medida que as empresas de media a nível mundial rapidamente melhoraram o seu conhecimento sobre o assunto e implementaram a suas estratégias de Big Data, muitas estão bem posicionadas para aproveitar as tecnologias de forma a melhor compreenderem a avalanche incessante de dados que emerge todos os dias. Enquanto as empresas de media estão a aprender imenso umas com as outras acerca do Big Data, elas também estão atentas ao que está a acontecer nesta área nos outros sectores para lá dos media», é descrito na introdução do relatório.

 

Sugestões

Internet Seen as Positive Influence on Education but Negative on Morality in Emerging and Developing Nations

Os autores deste relatório do Pew Research Center examinaram a utilização da tecnologia em 32 países emergentes, incluindo as taxas de acesso à internet e de penetração de telemóveis e smartphones. Na primeira parte é analisada a utilização da internet, incluindo os grupos que têm maior probabilidade de ter acesso à internet, bem como as taxas de penetração de computadores, linhas de telefone fixas e telemóveis. A segunda parte é dedicada à análise das atividades online dos utilizadores da internet, enquanto a terceira parte se debruça sobre os efeitos da internet em vários aspetos da vida, incluindo a educação, a política e a moral.

How Millennials Get News: Inside the Habits of America’s First Digital Generation

Inserido no Media Insight Project, um projeto de colaboração entre o American Press Institute e o AP-NORC Center, este estudo levado a cabo nos Estados Unidos da América analisa as vidas online e os novos hábitos de consumo da geração dos chamados Millenials.

Gaining Ground: How Nonprofit News Ventures Seek Sustainability

A nível regional, nos Estados Unidos da América, a última década tem servido de palco ao aparecimento de várias Organizações Não Governamentais (ONG) na área do jornalismo. Este estudo, da Knight Foundation, que resulta do benchmarking de dois estudos anteriores, pretende contribuir para uma caracterização destas organizações. A análise foca-se em três eixos: modelo de negócio, capacidade organizacional e social.

Innovación y periodismo: emprender en la Universidad

Sob a coordenação de Juan Luis Manfredi e integrado na colecção «Cuadernos Artesanos de Comunicación», este é um guia que integra as perspetivas de vários professores na área da comunicação sobre o ambiente em que os jornalistas têm de adquirir novas competências e assumir uma nova abordagem à profissão. O documento reune ideias, experiências e propostas de trabalho para o ensino do jornalismo num cenário de crise económica.

2015 Media Trends and Online Newsrooms

A mais recente edição do relatório publicado pela PRESSfeed examina as cinco tendências de maior impacto sobre o panorama dos media e da comunicação. A escassez de recursos nas redações, o protagonismo dos motores de busca como fonte confiável de notícias e a exigência de conteúdo visual são algumas das principais tendências identificadas no relatório «2015 Media Trends and Online Newsrooms».


img img