Contactos | Mapa do Site | Pesquisa | Newsletter | English Version
img Início img
Editorial Cloud

tagcloud

Estudo OberCom

capa_estudo

Estudo OberCom: A Internet em Portugal - Sociedade em Rede 2014

O estudo produzido pelo OberCom, em destaque neste número é dedicado à Internet em Portugal. Neste âmbito procurou-se averiguar o que fazem os portugueses com este media. Para tanto foram trabalhados elementos obtidos através do Inquérito Sociedade em Rede, recolhidos em Maio de 2013.

 

 

 

 

 

 

Destaque

Older Adults and Technology Use

O Pew Research Internet Project publicou um estudo em que retrata o modo como os norte-americanos mais idosos se relacionam com as novas tecnologias. Older Adults and Technology Use desenvolveu-se sob duas perspectivas: comparando o comportamento deste grupo não só com o do resto da população, mas também com o dos seus membros entre si. Esta análise permitiu identificar dois grandes grupos: um deles é composto por elementos mais novos, com recursos educativos mais elaborados e que partilham de uma visão bastante positiva em relação aos benefícios do online, dispondo de capacidade e destreza digitais relativamente consistentes. Em contraponto, do outro grupo assinalado fazem parte pessoas mais idosas e com menor grau de conhecimentos tecnológicos, sem uma relação efectiva (tanto física como psicologicamente) com o mundo digital e a sua panóplia de ferramentas e serviços.

Atente-se nalgumas das principais ideias chave desta investigação:
- Percebe-se que os idosos mais jovens, com um nível de rendimento e de educação mais elevados utilizam a Internet e a banda larga numa percentagem muito próxima da do resto da população. Contudo, perto dos 75 anos, estes valores caem de forma significativa.

Além disso, verifica-se que os idosos mais velhos revelam uma série de dificuldades no que respeita à adopção das novas tecnologias: existem desde logo obstáculos relacionados com condicionalismos físicos e de saúde, mas também de outra natureza, nomeadamente o cepticismo face a eventuais vantagens e benefícios decorrentes do uso de recursos digitais. Neste âmbito somam-se ainda as dificuldades na aprendizagem das literacias consentâneas com usos digitais.

Também se assinala que uma vez descoberto o mundo digital por parte do grupo em análise, os seus membros integram estes novos usos nas respectivas rotinas e hábitos quotidianos.

No que respeita aos dispositivos digitais mais populares entre a população sénior descobre-se como pouco significativa a percentagem dos que têm smartphone. Curiosamente, entre os elementos mais velhos, os tablets e e-books ganham especial aceitação, mais do que o smartphone.

Por fim, assinala-se que 27% adoptaram redes sociais, sendo que estes internautas são também quem mais desenvolve interacções sociais offline, isto comparando-os com os idosos de todo não utilizadores de redes sociais.


img img