Contactos | Mapa do Site | Pesquisa | Newsletter | English Version
img Início img
Estudo OberCom

capa_estudo

Com o intuito de compreender, de forma mais aprofundada, o atual momento das agências de notícias, assim como o seu posicionamento num mundo em que as dinâmicas de construção e disseminação da notícia são cada vez condicionados pela rapidez que não depende apenas do trabalho do jornalista, o OberCom, avançou com o estudo – O Jornalismo e as Agências de Notícias: O desafio das redes sociais

O estudo debruça-se sobre papel das agências noticiosas e no repensar da sua sustentabilidade, de forma a continuarem a desempenhar o seu papel como recurso de material informativo, numa altura em que começam a sentir a concorrência dos novos atores no online, e redes sociais em particular, onde o fluxo de notícias é contínuo e a uma velocidade que não existia anteriormente.

No trabalho é feito um enquadramento geral da actual conjuntura e um retrato que permite perceber em que ponto estamos e para onde podem as agências de notícias caminhar. O relatório inclui exemplos concretos daquilo que acontece nas principais agências noticiosas mundiais e as principais estratégias seguidas pelas mesmas, no sentido de uma mais fácil adaptação à mudança. 

 

Destaques

España, 2015: Diagnóstico del Servicio Público de Radio, Televisión y Servicios Interactivos

«España, 2015: Diagnóstico del Servicio Público de Radio, Televisión y Servicios Interactivos» é o título de um relatório produzido pelo grupo espanhol de investigação Teledetodos que faz o diagnóstico da recente evolução do serviço público de rádio e televisão em Espanha. Segundos os seus autores, este diagnóstico torna-se fundamental para compreender os seus problemas e carências e o crescente desapego da sociedade espanhola em relação a estes meios.

Este balanço atualizado do serviço público em Espanha, à escala estatal, autonómica e local, contextualiza o cenário e permite fundamentar e explicar as propostas expostas no relatório.
Face à análise levada a cabo, o relatório propõe aquilo que apelida de um novo modelo para um tempo novo, baseado em propostas para uma cidadania democratica. Segundo os autores, a manutenção destes serviços publicos é de extrema importância.

 

Sugestões

African Digital Media Review

A revista African Media Studies lançou o primeiro número daquela que será uma edição especial anual sobre os Media Digitais, com enfoque nas práticas e culturas digitais em África. A African Digital Media Review, editada por Hayes Mabweazara, conta com artigos como: «Africa in the Click Stream: Audience Metrics and Foreign Correspondents in Africa»; «Digital Cleansing? A Look into State-Sponsored Policing of Ethiopian Networked Communities»; «Theorising the African Digital Public Sphere: A West African Odyssey», entre outros. 

Internet Fragmentation: An Overview

Este é um documento que surge enquadrado na The Future of Internet Initiative, uma iniciativa criada sob a égide do World Economic Forum. O documento surge na sequência do trabalho realizado por um grupo de figuras de topo, a nível mundial, na área da Internet, incluindo Vinton Cerf. O documento procura dar resposta ou contribuir para a discussão sobre os desafios que uma internet global aberta traz, e que se tornou num dos fatores chave para a criação de riqueza, enriquecimento socio cultural, entre outros.

Creating Value Through Open Data

O relatório «Creating Value through Open Data», publicado pelo Portal de Dados Europeu, mostra a evolução dos dados abertos nos últimos anos. Através deste relatório pode ficar a saber como a abertura de dados tem sido explorada na Europa e consultar uma projeção do potencial dos dados abertos para os países europeus (EU 28+) até 2020.

The Political Economy of Communication

No seu terceiro volume, a publicação The Political Economy of Communication, que tem origem na seção de economia da International Association of Media Communication Research (IAMCR), tem por objetivo publicar investigação original sobre assuntos relacionados com os media contemporâneos. Neste número apresenta artigos como: «The Social News Network: The Appropriation of Community Labour in CNN’s iReport»; «Journalistic Labour and Technological Fetishism»; e «Toward a Political Economy of Framing: Putting Inequality on the Public Policy Agenda».

Crowdfunded Journalism

O Pew Research Center faz uma análise ao panorama do jornalismo que utiliza o crowdfunding como forma de financiamento. Neste artigo, através da análise aos projetos jornalísticos presentes na plataforma de crowdfuding Kickstarter é possível ficar a saber um pouco mais sobre este tipo de projetos, nomeadamente quais os que conseguem maior financiamento, como são apresentados para garantir o interesse dos «investidores», se são apresentados por indíviduos, grupos de media, ou outros.

 


img img