Obercom
n.º 84 Julho 2015 | 5540 subscritores
Estudo OberCom
capa_estudo

O relatório “A Internet e o Consumo de Notícias em Portugal 2015” explora de forma abrangente as dinâmicas de utilização da Internet por parte de uma amostra representativa da sociedade portuguesa.

De entre os resultados podem destacar-se algumas conclusões. Cerca de 55% dos inquiridos declararam consultar notícias online pelo menos uma vez por dia, enquanto apenas 11% considera nunca consultar notícias online. As redes sociais tendem a ser já mais consideradas do que, por exemplo, os jornais impressos, embora os programas noticiosos televisivos continuem a ser tidos como a principal fonte de informação.

A televisão aparece também em primeiro lugar na percentagem de inquiridos que consideraram despender mais de uma hora no acesso a notícias, com o computador fixo ou portátil a aparecer em segundo lugar. Estes dispositivos reúnem ainda as preferências dos inquiridos no que respeita ao acesso a notícias online (preferência de 95% dos inquiridos), enquanto o smartphone e o tablet são os preferidos de 36,2% e 16,9%, respectivamente.

De salientar que os dados analisados no relatório foram recolhidos no âmbito do inquérito ao Consumo de Notícias em Portugal, dinamizado pela ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social, no final do ano de 2014.

 

Destaques

Digital News Report 2015

O Reuters Institute for the Study of Journalim apresentou mais uma edição do Digital News Report, que este ano revela novas pistas sobre o consumo de notícias digitais.

Os dados mostram uma aceleração do ritmo de adesão às redes sociais, bem como um aumento no consumo de notícias através de plataformas móveis. O declínio do acesso da internet através dos desktops e um aumento significativo do consumo de notícias online em vídeo são outras das tendências encontradas.

Baseado numa pesquisa YouGov que inquiriu mais de 20 mil consumidores de notícias online, o estudo recolheu dados dos EUA, Reino Unido, Irlanda, Alemanha, França, Itália, Espanha, Dinamarca, Finlândia, Brasil, Japão e Austrália.

Para além da habitual versão em PDF, o Reuters Institute for the Study of Journalism apresenta o estudo num website onde podem ser consultadas e reutilizadas tabelas com alguns dados mais importantes, numa clara aposta na abertura da informação.

 

Sugestões

World Trends in Freedom of Expression and Media Development

O estudo mostra os recentes desenvolvimentos nas áreas da liberdade dos media, independência, pluralismo e segurança dos jornalistas. A principal tendência observada é a da disrupção trazida pela tecnologia e, embora de forma menor, pela crise económica global, que se faz sentir tanto na liberdade de expressão como no desenvolvimento dos media.

Global Social Media Impact Study

Levado a cabo por equipa de antropólogos de todo o mundo, apoiados por especialistas em redes sociais e disseminação da informação, o Global Social Media Impact Study tem por objectivo estudar e relatar o uso das redes sociais e as suas consequências para povos de todo o mundo. O estudo, financiado pelo European Research Council é coordenado a partir da University College London.

Protecting journalism sources in the digital age

A ser publicado até final do ano, o estudo “Protecting Journalism Sources in the Digital Age” mostra nos seus resultados preliminares como as leis de proteção das fontes dos 121 países analisados estão progressivamente a ser minadas ou a ser postas em perigo, à medida que políticas de vigilância digital e de obrigatoriedade de retenção de dados estão a expor fontes e whistleblowers a perigos cada vez maiores. O estudo, realizado pela World Editors Forum para a UNESCO teve ainda o apoio da Universidade de Wollongong, na Austrália, e o financiamento da Suécia.

Build your own ethics code

Desenhado para ajudar as organizações de media, startups e jornalistas em geral a criar o seu Código de Ética, que reflicta os seus princípios jornalísticos, o projecto “Build your Own Ethics Code”, da responsabilidade da Online News Association (ONA), será lançado até final do ano. O projecto inovador e controverso está a ser preparado há dois anos, recolhendo comentários de atores do setor um pouco por todo o mundo. 

Millennials & Political News – Social Media, the Local TV for the Next Generation?

O Pew Research Center continua o seu trabalho sobre a relação da geração dos chamados Millennials e os media. Uma das conclusões deste estudo é que para os americanos mais jovens as redes sociais assumem o papel que a TV local tem para as gerações anteriores quando querem obter informação sobre política e o governo.

 
Livros
capa_livroMetodologias Participativas: os media e a educação
Maria José Brites, Ana Jorge e Sílvio Correia Santos (Editores)
Livros LabCom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

capa_livroMobile and Digital Communication: Approaches to Public and Private
José Ricardo Carvalheiro & Ana Serrano Tellería (Editores)
Livros LabCom
 
 
 
 
capa_livroMedia, Direito e Democracia
Carlos Blanco de Morais, Maria Luísa Duarte, Raquel Alexandra Brízida Castro
Almedina

 
 
 

Agenda

Eventos Nacionais

 

Stereo and Immersive Media
7 a 9 de outubro de 2015
Universidade Lusófona, National Archive of Torre do Tombo, Lisboa

 

Mediterranean Editors & Translators Meeting 2015
29 a 31 de outubro de 2015
Coimbra

 

IX Congresso SOPCOM – Comunicação e Transformações Sociais
12 a 14 de novembro de 2015
Coimbra

 

25º Congresso das Comunicações
25 de novembro de 2015
Centro Cultural de Belém, Lisboa

 

Net Ativism – III Congresso Internacional
Outubro a novembro de 2015
Porto, Roma, Paris, São Paulo

 

Eventos Internacionais 

 

Media in Conflicts Seminar
30 de agosto a 3 de setembro de 2015
Herzliya, Israel

 

ITU Telecom World 2015
12 a 15 de outubro de 2015
Budapeste, Hungria

 

Comunicon 2015 – Congresso Internacional em comunicação e consumo
5, 6 e 7 de outubro de 2015
ESPM, São Paulo, Brasil

 

67th World News Media Congress
1 a 3 de junho de 2015
Washington, EUA

 

 
Caso não pretenda continuar a fazer parte desta lista de distribuição, siga o link

©2015 OBERCOM